Vencer fora, a meta da vez do Sport

Líderes do Brasileirão, com 18 pontos, os rubro-negros são unânimes ao reconhecer que chegou a hora de vencer fora de casa no campeonato e que a continuidade no topo da tabela depende muito dessa melhora de rendimento como visitante. Até aqui, o Sport empatou as três partidas que fez fora do Recife, contra Flamengo (2×2), Santos (2×2) e Fluminense (0x0). Um aproveitamento de 33%, bem aquém dos 100% como mandante (cinco vitórias).

“Precisamos começar a vencer fora de casa. Esse é um jogo muito importante para nós, porque dependemos dos três pontos para nos mantermos na ponta da tabela. Temos que entrar focados para fazer uma grande partida e vencer”, afirmou o volante Rithely, referindo-se ao confronto de sábado, às 16h, contra a Chapecoense, na Arena Condá (SC), pela nona rodada do campeonato.

Em relação aos últimos três campeões do Brasileirão, o desempenho do Sport como visitante até aqui está bem abaixo da média. Em 2014, o Cruzeiro terminou o campeonato com 57,8% dos pontos disputados fora de casa conquistados. No ano anterior, a equipe mineira venceu a Série A com um aproveitamento longe de seus domínios de 54,3%. Em 2012, o Fluminense conquistou impressionantes 68,4%.

“Está mesmo na hora de vencermos fora de casa. Estamos tentando. Em outros jogos fora neste Brasileiro, poderíamos ter saído com a vitória. Mas, ao menos, estamos invictos fora até aqui. Estamos procurando evoluir todos os dias e vamos em busca dessa vitória em Chapecó. Vamos fazer uma grande partida e nos doar o tempo inteiro, como sempre fazemos”, comentou o zagueiro Matheus Ferraz.

E para conquistar essa primeira vitória fora de casa, o Sport deverá ter um time mais ofensivo contra a Chapecoense. É que o técnico Eduardo Baptista, nesta quarta-feira (24), pelo segundo dia consecutivo, formou o Leão com Marlone na vaga de Neto Moura atuando aberto pela esquerda. O primeiro, que fez sua estreia com a camisa rubro-negra na partida contra o Vasco, no sábado passado, tem por característica chegar mais ao ataque do que o prata da casa.

A outra alteração será no miolo da zaga. Recuperado de dores no joelho esquerdo, que o tiraram da vitória por 2×1 sobre os vascaínos, Matheus Ferraz retorna ao time. Assim, Ewerton Páscoa fica mais uma vez como opção no banco de reservas.

Comentários