Case tem princípio de rebelião e cinco internos são levados para DP em Timbaúba

Doze PMs do 2º Batalhão de Polícia Militar de Pernambuco foram enviados para conter um princípio de rebelião no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), em Timbaúba, na Zona da Mata, 100 quilômetros do Recife, nesta quinta-feira (5), próximo das 21h30. A assessoria da Funase negou que tenha havido princípio de rebelião, alegando que teria ocorrido uma revista de rotina, acrescentando que cinco internos foram encaminhados para a delegacia.

Segundo a assessoria da Funase, sempre que há uma revista geral os internos ficam ?muito agitados?, fazendo barulho nas grades, o que levou ao pedido de ação de PMs para tranquilizar a situação. Com relação ao encaminhamento de cinco dos 35 internos para a delegacia a fundação se limitou a informar que teriam ficado ?mais agitados que os demais? e a investigação cabe à Polícia.

Inaugurado no dia 16 de setembro, o Case de Timbaúba foi classificado como modelo, com estrutura e plano pedagógico para colocá-lo entre os mais modernas do País. Numa área de 1,7 hectares com três casas de convivência, consultórios, escola, biblioteca, sala de informática, cozinha, refeitório, espaço ecumênico, e quadras, a unidade tem capacidade para 84 adolescentes do sexo masculino de 15 a 17 anos que cumprem medida socioeducativa em meio fechado. No dia l4 da janeiro, em meio a uma rebelião, houve “bate-grade”, colchões foram incendiados e grades de celas, quebradas, quando 31 adolescentes escaparam.

Comentários