Sport usa Copa do Brasil como “termômetro”

A quatro dias da estreia na Série A do Brasileiro, o Sport vai usar como “termômetro” a partida contra a Chapecoense, nesta quarta-feira (6), às 22h, na Arena Condá, em Chapecó (SC), na ida da segunda fase da Copa do Brasil. Diante de um adversário que também disputará a Primeira Divisão nacional, os leoninos pretendem mostrar sua força. Mais do que isso: querem recuperar a confiança perdida após os insucessos no Pernambucano e no Nordestão. Nesse caso, nada melhor do que uma vitória por dois ou mais gols de diferença para eliminar o confronto da volta, marcado para o dia 13.

Por isso mesmo, o técnico Eduardo Baptista mandará a campo o que tem de melhor à disposição. A ausência principal fica por conta do meia Diego Souza. O camisa 87 vai cumprir contra a Chapecoense a segunda partida de suspensão imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela expulsão contra o Bahia, no último dia 12, em Salvador, pela Copa do Nordeste. Além dele, estão fora os volantes Neto Moura e Ronaldo, ambos lesionados.

O Sport embarcou para Chapecó com apenas uma posição em aberto. O volante Wendel e o atacante Mike disputam a última vaga no time. O mais provável é que Eduardo Baptista opte pelo primeiro, reforçando o sistema de marcação do meio-campo ao lado de Rithely e Rodrigo Mancha. Nesse cenário, Élber ficaria encarregado pela criação, encostando nos dois homens de ataque, Samuel e Joelinton. Na lateral direita, o zagueiro Oswaldo atuará improvisado.

“Jogar contra a Chapecoense em Chapecó é sempre complicado. Eles têm um time forte, com atacantes perigosos. Mas o Sport vem bem, fortalecido. Imaginamos que serão duas grandes partidas. Sabemos que neste primeiro jogo, por atuar em casa, a Chapecoense vem para cima. Precisamos nos defender bem, mas também tentar fazer gols, porque isso nos dará uma vantagem para a volta”, disse Baptista.

CHAPECOENSE

A Chapecoense encara o Sport querendo quebrar um tabu. Em quatro participações anteriores na Copa do Brasil, o clube nunca conseguiu passar da segunda fase. No time catarinense, muitas caras conhecidas do futebol pernambucano. Os meias Camilo e Maylson (ambos ex-Sport), além do volante Elicarlos (ex-Náutico), devem ser titulares. O atacante Roger, ex-Sport, está suspenso e não joga. Ele será substituído pelo perigoso Bruno Rangel.

Comentários