Sport supera o Náutico por 2×0 na Arena Pernambuco

Em um Campeonato Pernambucano cujo líder Sport tem dez pontos de vantagem pro segundo colocado, a diferença técnica do Leão para os outros é grande. E ela ficou evidenciada neste domingo (22/3), no Clássico dos Clássicos contra o Náutico, na Arena Pernambuco. O Leão teve Joelinton expulso aos 30 minutos do primeiro tempo, e ainda assim conseguiu dar seu ritmo à partida, abrindo o placar, conseguindo uma expulsão do adversário e aumentando o marcador para 2×0. O resultado fez os rubro-negros (que já estavam classificados para as semifinais) chegarem aos 24 pontos no Hexagonal do Título, enquanto os alvirrubros estão na 4ª colocação, com 10. 

Agora, o Sport tem pela frente dois jogos pelas quartas de final da Copa do Nordeste contra o Fortaleza, e depois cumpre tabela no Estadual no Clássico das Multidões contra o Santa Cruz, no dia 5 de abril. Na data, o Náutico tem confronto direto com o Salgueiro (5º, com 8) no Cornélio de Barros, jogando pelo empate para terminar no G-4. Antes, no dia 2, o Timbu enfrenta o Brasília, fora, na estreia da Copa do Brasil.

Eduardo Baptista, optou por poupar o lateral-direito Vitor, o volante Rithely, o meia Élber e o atacante Mike. Entraram o zagueiro Oswaldo (na lateral), volantes Ronaldo e Wendel e o meia Régis, no 4-5-1. Já Lisca abdicou do 3-5-2 por conta de desfalques e apostou no 4-4-2, com Patrick Vieira no meio de campo.

O primeiro lance de perigo foi do Sport, aos 8. Após cruzamento de Ronaldo pela direita, Wendel pegou de primeira, chutando por cima. Depois disso, o jogo teve ritmo moroso, com o Leão tendo mais posse de bola.

A partida pegou fogo aos 30. Joelinton subiu para disputar bola com o alvirrubro Diego e foi imprudente ao abrir demais o braço. O cotovelo pegou no rosto do adversário e o árbitro Sebastião Rufino Filho foi rigoroso, o expulsando.

O Náutico passou a chegar. Aos 40, Gaston cruzou da esquerda na medida, mas Bruno Alves, sozinho, chutou para fora. Aos 42, Renê recuou errado para Magrão e Guilherme se antecipou, batendo por cobertura, no travessão.

O segundo tempo começou com um gol do Sport no primeiro minuto. Diego Souza cobrou escanteio e Wendel cabeceou, vencendo Júlio César. Já aos 9, em contra-ataque rápido, Guilherme fez falta em Wendel, que entrava sozinho na área para marcar. Como era o último homem e foi expulso.

Ao Náutico, restou tentar o empate, mas o time pecou nos passes finais e finalizações. Ao Sport, sobrou tempo para um gol construído pela defesa. Aos 31, Durval recebeu pela esquerda, gingou na frente de Diego, passou e cruzou para Páscoa completar para as redes e fechar o marcador.

Galeria de imagens

Legenda
Anteriores

Próximas


 

Comentários