Sport em campo para reconquistar a torcida

Ainda lambendo as feridas abertas pela eliminação na Copa do Nordeste, há quatro dias, o Sport entra em campo com a obrigação de despachar o frágil Cene-MS, nesta quinta-feira (16), às 21h50, na Ilha do Retiro, na partida de volta da 1ª fase da Copa do Brasil. Os rubro-negros venceram a ida por 2×1 e ficam com a vaga nesta noite até em caso de derrota por 1×0. Mas só uma vitória convincente será capaz de tornar o caminho leonino um pouco mais leve até o Sertão, onde no domingo (19) encara o Salgueiro, pela primeira semifinal do Pernambucano.

“O espírito é esse mesmo: mostrar um bom futebol contra o Cene, nos classificar na Copa do Brasil e, assim, superar a eliminação para o Bahia. No domingo, fizemos um grande futebol, mas não achamos a vitória. Agora, temos a chance de reencontrar a vitória, que é importante para logo em seguida iniciar a disputa das semifinais do Pernambucano”, disse o técnico Eduardo Baptista. “A grande lição que fica da Copa do Brasil é que, em jogos difíceis, quando a chance aparecer temos que matar. Precisamos de mais tranquilidade na hora de fazer gols”, completou.

Para não dar chances ao azar, Baptista decidiu mandar a campo o que tem de melhor à disposição. Em relação ao time que iniciou na derrota para o Bahia, por 3×2, no domingo passado, são seis mudanças. Duas forçadas: as saídas do meia Diego Souza e o do zagueiro Matheus Ferraz. O primeiro cumpre suspensão pela expulsão diante dos baianos, enquanto o outro não pode defender o Leão na Copa do Brasil pois já atuou nessa edição pelo Boa Esporte-MG. Régis e Oswaldo serão seus substitutos, nessa ordem.

Outras alterações são os retornos dos volantes Rithely e Wendel, que cumpriram suspensão pelo terceiro amarelo na derrota para o Bahia. Para suas entradas, deixam o time Ronaldo e Rodrigo Mancha. Por fim, o técnico Eduardo Baptista decidiu mexer no setor ofensivo. A dupla de ataque terá Felipe Azevedo e Joelinton, com Élber e Régis atuando um pouco mais recuados na criação do meio. Assim, foram sacados Samuel e Neto Moura.

“Vamos respeitar o Cene, mas queremos impor o nosso ritmo, pois estamos atuando em casa. Vamos trabalhar forte para fazer uma partida boa e chegar forte contra o Salgueiro. As semifinais do Pernambucano são prioridade”, comentou o zagueiro Oswaldo.

CENE

Precisando derrotar o Sport por dois gols de diferença, o Cene terá o volante Baiano, recuperado de uma lesão. O técnico Denilson Rafaine deve apostar também na garotada, escalando quatro jogadores de até 20 anos, entre eles o meia Igor que se destacou na ida. 

Comentários