Sport bate o Goiás com gol nos acréscimos

Com um gol no apagar das luzes, aos 47 minutos do segundo tempo, Maikon Leite marcou pela primeira vez com a camisa do Sport e garantiu a vitória rubro-negra sobre o Goiás, por 1×0, nesta quinta-feira (4), na Ilha do Retiro, pela quinta rodada do Brasileirão. Com o resultado, os leoninos voltaram para o G-4. Estão na terceira colocação, com 11 pontos. Já os esmeraldinos estão em oitavo, com 8.

Sport e Goiás retornam a campo pelo Brasileirão no domingo, às 19h30. Os rubro-negros visitam o Fluminense, no Maracanã (RJ). Enquanto os esmeraldinos recebem o Avaí no Serra Dourada (GO). Escute o gol da vitória do Leão na narração de Aroldo Costa, da Rádio Jornal.

O retrato da partida ficou desenhado assim que a bola rolou na Ilha. O Sport tinha maior domínio, mas errava muitos passes no meio-campo e acabava esbarrando no ferrolho defensivo montado pelo Goiás, que atuou com duas linhas de quatro atletas em frente a sua área. Retrancados, os esmeraldinos só saiam na boa, em contra-ataques em velocidade, principalmente pelas costas dos laterais leoninos. Foi assim que criou as melhores chances do primeiro tempo.

Na mais clara delas, aos 37 minutos, o atacante Bruno Henrique invadiu livre a área do Sport e deu um toquinho na saída de Danilo Fernandes. A bola passou caprichosamente rente à trave direita. O Goiás também havia assustado no lance anterior, aos 35, quando Rodrigo disparou uma bomba da intermediária, obrigando o goleiro rubro-negro a fazer uma ótima defesa.

O Sport só conseguiu incomodar de fato os goianos na reta final do primeiro tempo, em chutes de Neto Moura e Renê, aos 32 e aos 42 minutos, nessa ordem. Em ambos, o goleiro Renan apareceu de forma decisiva, espalmando a escanteio. Foi pouco para quem atuava dentro de casa.

Para dar mais movimentação ao ataque rubro-negro, o técnico Eduardo Baptista promoveu as entradas de Maikon Leite e Mike no intervalo. O cartão de visitas da dupla veio com menos de um minuto, quando Maikon Leite chutou da intermediária e a bola passou raspando a trave esquerda. O atacante voltou a levar perigo aos 24, em uma cabeçada que parou no poste direito.

Um pouco antes, aos 20, Maikon Leite havia sido derrubado dentro da área pelo zagueiro Felipe Macêdo. O árbitro Flávio Guerra não marcou o pênalti. Daí em diante, o Sport “batia na parede”, mais por seus próprios erros do que pela eficiência do adversário. Até que, aos 47, Joelinton escorou cruzamento da direita e deixou Maikon Leite de frente para marcar. Um golaço no ângulo: 1×0 Sport.

Galeria de imagens

Legenda
Anteriores

Próximas


Comentários