Reforma Política?

É vergonhoso ver que em um país tão grande, as reformas ditas necessárias não consigam sair do papel. A reforma política é apenas mais um exemplo triste, que não tem perspectiva de vingar, pois os interesses pessoais parecem pesar mais que as necessidades coletivas.

Nosso país ainda vive em uma pseudo-democracia, que anda a passos de tartaruga. Uma democracia maquiada, das elites, dos poderosos, e apesar dos avanços significativos desses últimos 26 anos de “democracia”, nada de muito concreto vem sendo feito. Continuar com essa política falsa, que não beneficia o povo, que não enxerga os menores, que não divide e dá maior sensibilidade é no mínimo bizarro.

A reforma politica é necessária, e deve sair da falácia do congresso para ganhar corpo, o povo deve ser consultado, deve ser inserido no debate deve estar a par das questões, das propostas. É inaceitável, por exemplo, que a mídia de massa pertença à oito famílias do país. Isso não é democracia, fica evidenciado que há manipulação de informação, felizmente existe um meio, um caminho, a internet, mas isso é pouco para um país que almeja ser grande.

Então, as reformas, não devem ser tratadas como necessidades “ideológicas”, partidárias, mas necessidades de fato, que convém aos interesses da coletividade e não ao interesse individual, ou corporativista.

Comentários

3 Comentários

  1. A quem interessa a REFORMA POLÍTICA?

    Aos políticos, jamais!

    A grande reforma só virá quando a sociedade tiver a consciência e valoração do voto, através da escolha de dirigentes comprometidos com o desenvolvimento social, mediante fortes investimentos na Educação, Saúde, Infra-estrutura e Segurança, com a participação e fiscalização ampla de entidades não-governamentais.

    Pois, enquanto perdurar o assistencialismo político e a tolerância com a corrupção, elegendo pessoas que apenas se preocupam com o seu próprio bem-estar, não há que falar em Reforma Política, mas sim, em REFORMA SOCIAL, AMPLA E PARTICIPATIVA.

    O PSB – PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO surgiu justamente para isso, implementar forma social, banindo oportunistas de plantão e abrindo espaço à discussão e idéias que corroborem com sentimento da sociedade.

  2. nosso país é gigante, rico, em todos os sentidos como bem define o nosso Hino, mas as reformas devem sair do debate para ganhar "corpo"…

    só assim, e com participação popular de verdade conseguiremos dar passos mais largos…

  3. Enquanto os interesses de nosso país estiver concentrado em Brasilia, jamais teremos reforma politica
    Os Estados e Municípios precisa agir e cobrar de nossos Deputados e Senadores a Descentralização desse sistema

Leave A Reply