Professores da rede estadual fazem novas paralisações de advertência nesta quarta e quinta

Os professores da rede estadual farão novas paralisações de advertência nesta quarta (8) e quinta-feira (9). Após as mobilizações nas unidades educacionais, que aconteceram nessa segunda (5)e terça (7), a categoria volta a cruzar os braços em prol de melhorias salariais. Na próxima sexta (10), haverá uma assembleia geral dos docentes para deliberar sobre a deflagração de greve por tempo indeterminado, às 15h, no Clube Português.
O projeto de lei aprovado na última terça (31), na Assembleia Legislativa, garante que 13,01% seja aplicado a profissionais com nível médio (antigo Magistério) e 0,89% a professores com licenciatura plena e menos de dez anos de serviço na rede. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco, o reajuste deixa de fora 45.750 professores. “A medida rasga o Plano de Cargos e Carreira da categoria. O Sintepe cobra o cumprimento da Lei do Piso Salarial (11.738/2008) estendendo o reajuste a todo o conjunto dos professores e não só a uma parte dela”, informou o sindicato através de nota oficial. A paralisação foi aprovada em assembleia na sexta passada.
A Secretaria de Educação do Estado informou que, apesar do ato de advertência, os alunos não serão prejudicados, e o calendário escolar será mantido. “Considerando que muitas escolas funcionaram normalmente na primeira paralisação, a sugestão é que os pais confiram, nestas quarta e quinta-feira, se haverá aulas nas escolas dos seus filhos antes da decisão de não levá-los”, ressaltou em nota oficial.

Comentários