Professores da rede estadual decidem manter greve

Há duas semanas em greve, os professores da rede estadual decidiram, nesta segunda-feira (27), permanecer em greve. A decisão da categoria, tomada em assembleia, contraria a decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), que determinou, no último dia 22, o retorno das atividades sob multa diária de R$ 80 mil.

 

A assembleia teve adesão de aproximadamente 2 mil professores. Nesta terça-feira (28), haverá uma reunião com o governo, a partir das 10h, na Secretaria de Administração no Pina, Zona Sul do Recife. Antes disso, a categoria irá pela manhã até a fábrica da Jeep, em Goiana, no litoral norte do Estado,  para tentar conversar com a presidente Dilma Rousseff (PT) que estará de passagem pela indústria. 

De acordo com os professores, mesmo com o movimento em retomar a conversa com a categoria, a greve continua porque a administração estadual fez questão de informar que não se tratava de uma negociação.

Para a próxima quinta, está marcada nova assembleia para definir os rumos da mobilização, às 14h, em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), no Centro. Em seguida, um ato público será realizado em paralelo com ato nacional pela educação. 

Comentários