Porque a homofobia é da minha conta

Num estado minimamente moderno é imperioso que as pessoas tenham seus direitos garantidos e respeitados. Convicções religiosas não podem cercar direitos, nem deixar uma parte considerável da população as margens da cidadania.

Por isso é necessário que a sociedade civil tenha consciência de que o que está em jogo é a dignidade de milhares de pessoas que são perseguidos diariamente por pessoas como Bolsonaro, pessoas que são vitimas de violência física e moral e infelizmente parte da sociedade tem os colocado nos muros e tem os “fuzilado”.

Muitas vezes quando alguns se dirigem a estas pessoas elas não se dirigem a um grupo determinado, preferem usar o pronome “eles” numa clara tentativa de joga-los na segregação, como se eles não fizessem parte do todo. Os homossexuais são mal tratados, cerceados, mortos, violentados e isso não é “sensacionalismo”, quiçá fosse, é uma realidade nefasta que deveria indignar toda sociedade que prefere o moralismo ao respeito da dignidade da pessoa humana.

Por isso penso, que como cidadão e ser humano é sim da minha conta quando uma minoria é perseguida, linchada e morta por imbecis que se sentem a cima do bem e do mal.

Comentários