PL 122. É hora de discutir

Projeto de lei que tem trazido discussões calorosas e varias intrigas. A lei que visa criminalizar atitudes agressivas contra a orientação sexual homossexual tem sido não só alvo de divergências como também de guerras ideológicas entre religiosos e entre defensores dos direitos homossexuais.

A lei em si tem um conteúdo interessante, quando visa diminuir os constantes ataques morais e físicos contra os gay. Mas não podemos deixar o debate de lado. Os religiosos mais especificamente evangélicos e católicos usam como meio doutrinário a bíblia que condena praticas homossexuais. Ao mesmo tempo não podemos deixar que os “doentes” que atacam com veemência não só os homossexuais, mas também negros, nordestinos, evangélicos, católicos, mulheres , possam ficar em puni.

A lei não pode ceifar o direito de expressão das igrejas, e o debate deve ser sempre democrático, sem fundamentalismos, sem agressividade, sem contornos ditatoriais. Penso que todos sem exceção, tem os mesmo direitos ou pelo menos deveriam ter.

Simplesmente “punir” sem prevenir é perigoso, o governo deve educar de forma ampla, e combater com medidas pedagógicas a intolerância, seja ela qual for, pois vivemos num estado democrático de direito.

É inadmissível que em pleno século XXI pessoas não possam discutir, debater de forma “racional”. Que não convivam de forma “humana”, sem ódio, sem ideias deturpadas. Ninguém pode ser punido ou privado de seus direitos por pensamentos ou convicção filosófica. Penso que nem os homossexuais devem ter seus direitos suprimidos, nem os religiosos devem ter o direito à voz retirado ou limitado. Pois a liberdade e o amor consiste principalmente no respeito ao próximo.

Comentários

Leave A Reply