PF vai investigar servidor suspeito de abusar de pacientes em Santa Maria

Um homem de 32 anos foi detido pela Brigada Militar no sábado (20) após denúncias de que ele se passava por médico para abusar de pacientes no Hospital Universitário de Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul. O servidor também foi afastado de suas funções na instituição.

Ele foi levado para a delegacia para prestar depoimento, mas não foi preso porque não houve flagrante.

Conforme a polícia, o servidor trabalhava em um laboratório do hospital, e se passava por médico para realizar exames ginecológicos em pacientes. Ele foi identificado por um segurança do local e também por duas mulheres que se disseram vítimas do homem.

Como ele é servidor público federal, a Polícia Federal vai investigar o caso. Também será aberto um procedimento administrativo no hospital, nesta segunda-feira (22), para investigar a conduta do funcionário.

 

Comentários