Passageiros de voo desviado após ameaça de bomba chegam ao Brasil

Os passageiros do avião da Turkish Airlines que foi desviado após ameça de bomba em Casablanca, Marrocos, se disseram aliviados com o retorno ao Brasil.

A aeronave, que seguia de Istambul, na Turquia, para o aeroporto de Guarulhos, Grande São Paulo, teve de fazer um pouso de emergência no país africano depois que a tripulação encontrou um bilhete deixado no banheiro com a palavra bomba.

Um dos primeiros a desembarcar foi o jovem Ahmad Jarrah, de 21 anos. “Alívio e uma boa sensação de estar com quem a gente ama”, disse, logo depois de abraçar a namorada, Jessica Aquino, de 18 anos.

O rapaz foi morar no Líbano e por lá ficou durante dois meses. Por não aguentar mais de saudade, decidiu voltar para o Brasil. Para bancar a passagem, amigos dele juntaram dinheiro e compraram a paragem de retorno.

Ele e outros passageiros relataram que, durante o primeiro voo, a tripulação só informou que houve um problema técnico, sem relatar a ameaça. “A gente só ficou sabendo pelo pessoal do próprio avião, por comentários. Mas nada oficial. Eles fizeram o correto”, disse Ahmad.

Viagem tranquila

Os passageiros elogiaram o profissionalismo da tripulação e disseram que a não divulgação da ameaça foi fundamental para a tranquilidade da viagem. “Todo mundo dormiu no avião. Estava muito calmo”, afirmou Joel Anderson, empresário de 52 anos. “Mas a melhor parte da viagem foi o retorno ao Brasil.”

O economista chileno Francisco Morti só ficou sabendo do ocorrido quando desceu em São Paulo. “Pensei que tinha algo errado com alguém no avião”, afirmou, surpreso com o real motivo da “conexão” no Marrocos.

Diretor geral da companhia área, Atagun Kutlyuksel afirmou que a tripulação fez bem ao não relatar a ameaça de bomba. “Explicaram o quanto acharam que deviam explicar”, afirmou. “Foi apenas uma pousada de mau gosto.”

Ele disse que o bilhete com a palavra “bomba”, encontrado em um dos banheiros da aeronave, estava escrito em turco.

Após pousar em Cumbica, o avião seguiu de São Paulo para Buenos Aires, na Argentina.

Desvio para Casablanca

O avião da Turkish Airlines que saiu de Istambul, na Turquia, com destino a São Paulo, desviou sua rota para Casablanca, no Marrocos, depois de declarar emergência por conta de uma ameaça de bomba, disse uma porta-voz da companhia nesta segunda-feira (30). Ele pousou em segurança por volta das 9h30 de Brasília.

Segundo a imprensa turca, a companhia aérea informou que o alerta ocorreu após um bilhete com a palavra “bomba” ter sido encontrado em um dos banheiros da aeronave. Isso aconteceu logo após a decolagem. Segundo a empresa, “a ameaça não era verdadeira”.

O voo decolou às 10h18 de Istambul (4h18 de Brasília). Segundo a “CNN Turk”, quando a aeronave chegou ao Norte da África, a tripulação pediu autorização para um pouso de emergência e foi direcionada para Casablanca.

Os passageiros desembarcaram após o pouso e foram levados para as dependências do aeroporto antes da entrada de uma equipe do esquadrão antibombas na aeronave. Segundo um comunicado da empresa, “Os passageiros estão sendo reconduzidos ao embarque. O voo continuará a rota para São Paulo, assim que os serviços de limpeza e reabastecimento da aeronave forem concluídos”

Segundo a companhia aérea, é procedimento padrão realizar um pouso de emergência em casos como este. O avião, um Boeing 777, levava 256 passageiros.

Procurada, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) disse não ter informações sobre o voo desviado. Autoridades do aeroporto de Casablanca disseram que o local operava normalmente, e os pousos e decolagens não foram afetados.

A assessoria da imprensa da Turkish Airlines no Brasil divulgou o seguinte comunicado:

“O voo TK-15, da Turkish Airlines, proveniente de Istambul para o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo (B777), com 256 passageiros a bordo, foi desviado esta manhã para o aeroporto Internacional Mohammed V (CMN), em Casabranca (Marrocos), após uma ameaça de bomba.

A investigação na aeronave acaba de ser concluída tendo esclarecido que a ameaça não era verdadeira.

Os passageiros estão sendo reconduzidos ao embarque. O voo continuará a rota para São Paulo, assim que os serviços de limpeza e reabastecimento da aeronave forem concluídos.”

Comentários