Os especialistas em decisão do Pernambucano

Carlinhos Bala pelo Santa e Magrão pelo Sport são exemplos de atletas com experiência em decisão.

Em uma final , sobretudo doméstica – como é o caso de Sport e Santa Cruz, que começam a decidir o Pernambucano a partir deste domingo, no Arruda – pesa muito a experiência. E neste quesito, tanto rubro-negros quanto tricolores têm seus respectivos especialistas. Do lado leonino, o goleiro Magrão vai para a sua quarta decisão de Estadual em Pernambuco. Já Carlinhos Bala, para a quinta.

Além disso, a dupla coleciona títulos conquistados de forma direta, sem a necessidade de decisão, como foi o caso de 2007 e 2008, quando ambos foram campeões pelo Sport, em 2005, quando Bala venceu pelo Santa, e em 2009, quando Magrão faturou pelo Sport.

Vale a pena ressaltar que o certame local só passou a ter, obrigatoriamente, uma final a partir de 2010, quando ficou estabelecido o regulamento com semifinais e final.

Ano passado, Magrão e Carlinhos Bala estavam juntos e não conseguiram o hexacampeonato pelo Sport. O algoz na final foi justamente o Santa Cruz. “Foi um momento triste, pois criou-se uma expectativa muito grande. Chorei bastante”, ressaltou Magrão, que ganhou duas decisões. As duas, Carlinhos Bala era seu oponente.

Em 2006, Magrão perdeu a titularidade para Gustavo. Portanto, foi do banco de reservas que o arqueiro viu o Sport conquistar o Estadual nos pênaltis sobre os tricolores, 5×4. Bala cobrou uma das penalidades, marcou o gol, e depois fez gestos obscenos para a torcida rubro-negra. Já em 2010, Bala estava no Náutico, que perdeu a decisão para o Sport, de Magrão.

Bala também levou a pior em outra final, a de 2001. O atacante atuava pelo Santa, que perdeu para o Náutico, de Kuki.

Diferentemente de Magrão, que segue como titular absoluto, Carlinhos foi atrapalhado por alguns lesões neste seu retorno ao Santa. Mas o jogador garante que não vai ficar de fora da final.

“Voltei na semana passada e já deu tempo suficiente para adquirir condicionamento físico. O Sport vai decidir em casa e temos que aproveitar o jogo deste domingo para reverter a vantagem e fazer com que o Sport jogue com mais pressão na Ilha. A decisão do campeonato vai ser aqui (Arruda). Quem vencer vai ser campeão”, enfatizou Carlinhos Bala, que não quer saber de polêmica desta vez.

Comentários

Leave A Reply