No Arruda, atacantes finalmente desencantaram na temporada

Antes criticado e apontado como o principal calo da temporada, o ataque do Santa Cruz está começando a deixar de ser motivo de preocupação. Pelo menos, nas três últimas rodadas – período em que não sofreu nenhuma derrota –, os homens de frente têm marcado. Se o interesse do vice-presidente Constantino Júnior em contratar um camisa 9 a todo custo serviu de estímulo, ninguém sabe, mas a verdade é que os atacantes tricolores finalmente desencantaram na Série B do Brasileiro. Diferente da defesa que já tomou 15 gols e é a segunda pior da competição.

Com exceção de Bruno Mineiro, que vive o seu maior jejum na carreira (ainda não fez gol desde que chegou ao Arruda), e do recém-contratado Luisinho, todos os demais atacantes da equipe já conseguiram balançar as redes na competição. 

Anderson Aquino, criticado pela torcida coral, é um dos vice-artilheiros da Segundona, com cinco gols. Talvez não ter voltado a se machucar e, finalmente, conseguido uma sequência de nove partidas como titular (uma pelo Pernambucano e oito na Série B) possam explicar o bom momento.

Até Waldison, que finalmente desencantou na temporada ao marcar o terceiro gol tricolor no empate por 3×3 contra o Ceará, na rodada passada, tirou o peso das costas após 11 partidas no Santa.

“Essa boa fase dos atacantes é boa para o Santa Cruz. Se a concorrência cresce, o time também vai junto. O importante é que todos estão trabalhando de forma sadia, e o professor (Marcelo) Martelotte escolherá os melhores para ajudar a equipe”, disse Nathan, vice-artilheiro do time na Série B, com dois gols – os seus primeiros como profissional.

Entre os 20 times da competição, o Santa Cruz é o dono do sexto melhor ataque, com 11 tentos. Nos três últimos jogos, o tricolor fez cinco gols, sendo quatro deles de atacantes. O “intruso” na contabilidade foi o meio-campista Daniel Costa.

Para Nathan, com o aumento da confiança, os gols tendem a aumentar cada vez mais, mesmo ele reconhecendo que o seu desempenho não foi dos melhores no último sábado. 

“Eu poderia ter jogado melhor, chutado mais em gol, mas me movimentei bem. O importante foi que aquela desconfiança do início da temporada em cima de nós atacantes, quando não estávamos fazendo gols, está acabando. Aquino é o nosso artilheiro, Luisinho entrou bem, todo mundo tem evoluído. Isso dá confiança pra crescer cada vez mais”, afirmou.

Comentários