Náutico e Santa Cruz em duelo pelo domínio da Arena Pernambuco

Se o fato de atuar em casa e incentivado pela torcida durante os 90 minutos é fundamental para atingir o resultado positivo, num clássico local esse combustível é multiplicado, certo? Nem sempre. No Clássico das Emoções, neste sábado (11/7), tanto Náutico quanto Santa Cruz têm motivos de sobra para acreditar numa vitória na Arena Pernambuco. Do lado alvirrubro, o estádio em São Lourenço da Mata se tornou um aliado este ano. Já os tricolores têm um retrospecto pra lá de positivo na casa do rival. Ou seja, ambos são fortes no palco do duelo pela 12ª rodada da Série B do Brasileiro.

O Náutico, finalmente, vive um bom momento atuando na Arena, casa do clube desde 2013. O estádio passou a ser um aliado na Série B desta temporada. Das seis partidas, o time venceu cinco e empatou apenas uma. Portanto, na competição, está invicto na sua casa, com 89% de aproveitamento.

No início, em 2013, não foi dessa forma. O clube amargou um rebaixamento, uma eliminação na Copa Sul-Americana. Naquela temporada foram 12 derrotas, três empates e só quatro vitórias. Em 2014, o rendimento melhorou para 16 vitórias, quatro empates e dez derrotas, embora o time tenha perdido o Pernambucano para o Sport.

Tudo mudou na atual temporada. Em 15 partidas, o Timbu venceu oito, empatou seis e foi derrotado uma única vez. Agora, sem levar em conta as duas derrotas como visitante diante do Sport (1×0) e Santa Cruz (2×1), que atuaram como mandantes.

Os jogadores consideram a Arena como uma aliada. Em todas entrevistas, destacam a estrutura excelente para apresentar um bom futebol. O próprio técnico Lisca é um entusiasta do estádio. “O nosso retrospecto está sendo muito bom na Arena. A torcida está começando a comparecer aos jogos.”

Esse também é o pensamento do volante Willian Magrão. “Vamos ter um clássico na Arena e nosso retrospecto é excelente. É a nossa casa.”

Diferente do Náutico, o Santa Cruz sempre gostou e teve sorte de jogar na Arena. Desde o ano passado, quando mandou sua primeira partida num dos palcos da Copa do Mundo diante do Porto, pelo Campeonato Pernambucano, até agora, foram dez confrontos realizados na condição de mandante e visitante.

Para o atacante e um dos artilheiros da Série B Anderson Aquino, será bom para o Santa Cruz jogar na Arena Pernambuco por ser um campo com bom gramado e boas condições de desempenhar o melhor futebol. “Será um jogo difícil, como todo clássico. O Náutico tem um elenco bom, mas acredito que vai ser até um jogo neutro por conta do estádio. A Arena é um campo bom, todo mundo sempre gostou”, afirmou.

O retrospecto do Santa Cruz no local também é muito favorável. Em dez jogos, foram seis vitórias, três empates e apenas uma única derrota. O aproveitamento é de 70%. E contra o Náutico esse percentual é ainda maior: 77,8%. Em três partidas, o Tricolor venceu duas e empatou uma; marcou sete gols e sofreu quatro.

Neste sábado, em mais um clássico, será hora de dar novos números as estatísticas.

Comentários