Náutico a um empate de fazer história

Quando pisarem no gramado dos Aflitos para enfrentar o Duque de Caxias, sexta-feira, os jogadores do Náutico terão uma missão extra, além de manter a vice-liderança da Série B. Em jogo, o grupo de Waldemar Lemos lutará para cravar a sua marca na história do clube. Tentará se transformar em único. Para isso, não precisa nem vencer. Basta um empate com o lanterna da competição e o time chegará à mais longa sequência invicta do clube como mandante em todas as divisões do Campeonato Brasileiro.

A última ocasião em que o Timbu chegou em algo semelhante foi na disputa pelo título da segunda divisão em 1988. Igualou a marca do grupo atual. Nada menos do que dez vitórias e três empates na condição de anfitrião dos jogos. Nessa edição, o Timbu participou de quatro quadrangulares para se tornar vice-campeão do certame e enfrentou times hoje desconhecidos. A equipe alvirrubra derrotou, por exemplo, Catuense-BA e Valeriodoce-MG.

O detalhe desta campanha é que o Náutico não teve a oportunidade de ampliar a marca invicta, já que o time disputou apenas 13 duelos como mandante. A final do campeonato foi disputada em único duelo com a Inter de Limeira, no interior de São Paulo, quando clube da Rosa e Silva foi derrotado por 2 a 1.

Em todas as outras temporadas, o Náutico não conseguiu alcançar essa histórica marca. Chegou até a terminar algumas edições como invicto, mas nem dez partidas foram disputadas. Em 1990, por exemplo, o Timbu disputou a primeira divisão e também se mostrou imbatível como mandante, só que abusando dos empates. Foram seis igualdades no placar e só três vitórias.

Hoje, a maioria dos jogadores alvirrubros nem imaginava que poderia alcançar essa marca. Enchem-se, todavia, de orgulho para falar da força do grupo quando joga junto da torcida. “Temos uma grande força nos Aflitos. Nosso torcedor, principalmente em alguns jogos do Campeonato Pernambucano, pegou no pé de alguns jogadores. Mas tenho certeza de que ele está junto com a gente. Ele viu a entrega do nosso grupo. Com esse fator mando de campo, esperamos conseguir manter esse feito”, disse Peter.

Saiba mais

Maiores sequências invictas do Náutico como mandante

13 jogos (10V e 3E)
Segunda Divisão do Brasileiro de 1988

10 jogos (8V e 2E)
Primeira Divisão do Brasileiro de 1984

9 jogos (3V e 6E)
Primeira Divisão do Brasileiro de 1990

8 jogos (4V e 4E)
Primeira Divisão do Brasileiro de 1974

Comentários

Leave A Reply