'Não é preciso cabelo para ser bonita', diz Miss MT após raspar a cabeça

Representante da beleza feminina do estado, a miss Mato Grosso, Jéssica Ferreira Rodrigues, de 21 anos, mudou radicalmente o visual e raspou a cabeça. Ela disse que prefere não revelar o motivo da mudança, mas alegou que não se trata de doença e que está saudável. Jéssica, que é estudante de direito, passará a faixa para a próxima miss em concurso que deverá ser realizado no mês que vem.

Para ela, a mulher não precisa de cabelos para ser bonita e que outras qualidades devem ser levadas em consideração. “Para ser bonita, a mulher não precisa de cabelo, mas de dignidade, postura e caráter e isso não me falta”, declarou.

Jéssica mora em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, e foi eleita miss representando a cidade de Juara, a 609 km da capital, no ano passado. Ela recebeu a faixa de Jakelyne Oliveira, Miss Brasil 2014. No evento, ela disse que passará a faixa sem receio porque está sem cabelo. “Estarei presente na passagem da faixa, sem cabelo e não vou me esconder”, declarou.

A jovem se disse irritada com os comentários de que teria raspado a cabeça por motivo de doença. “São questões pessoais, mas nada a ver com doença como as pessoas têm comentado. Tem gente falando que eu estou querendo aparecer e tirando conclusões precipitadas. Se eu quisesse fazer marketing, faria quando estava com cabelo”, contou.

Antes de ser eleita miss, Jéssica fazia faxina e cuidava de crianças para sobreviver com a família no interior do estado. Ela também trabalhou como o operadora de caixa.

Jéssica tem 1,79 m de altura, pesa 54 kg e começou a trabalhar como modelo aos 16 anos de idade.

 

Comentários