Na lateral ou como volante, para Bileu o importante é ser titular no Santa Cruz

Bileu é aquele típico jogador que onde você o colocar para atuar, ele jogará sem contestar o treinador. Para ele, o importante é estar entre os 11 titulares do Santa Cruz. Na próxima rodada, sábado (25), diante do Criciúma, mais uma vez o volante tem chance de começar jogando improvisado na lateral direita. E ele não vê problema algum com isso.

“Estou aí de novo para ajudar no que for preciso. Gosto mesmo de jogar no meio, na minha função, mas se ele optou por mim na lateral, jogarei sem problema algum. É uma opção do treinador e eu a respeito. Cabe a mim me empenhar ao máximo para conquistar os três pontos no sábado”, disse Bileu.

Na atual temporada, tem sido comum vê-lo atuando na lateral direita sempre que preciso. A posição, por sinal, é o grande calo do Santa Cruz em 2015. Já vestiram a camisa 2 Moisés (dispensado), Nininho e João Carlos. Nenhum agradou e o clube contratou recentemente o experiente Vítor (ex-Sport), que falta ser regularizado.

Sob o comando do técnico Marcelo Martelotte, Bileu já foi utilizado quatro vezes na Série B, sendo duas na sua posição de origem e outras duas improvisado no setor. “É melhor estar na lateral do que no banco. O importante é jogar”, encerrou.

Comentários