Na hora de votar, eleitor não pode usar camisa do candidato

Apenas camisas com as cores, siglas e os nomes dos partidos serão permitidas na hora de votar. Nem os nomes ou números dos candidatos poderão estar estampados nas roupas e bonés dos eleitores ou até mesmo dos fiscais das legendas.

Para o presidente da Comissão de Propaganda Eleitoral do TRE-PE, Henrique Melo, o comportamento ideal do eleitor no momento da votação é a manifestação apenas através de cores, adesivos e broches, mas sempre silenciosamente. Quem estiver portando bandeira deverá dobrá-la antes de entrar no local de votação para evitar problemas. Manifestar através de gestos, palavras ou músicas o próprio voto também é considerado crime eleitoral.

“O eleitor pode levar sua família até o local de votação, ir até a urna sozinho e depois deve se retirar”, orienta Henrique Melo. Ele ressalta que a aglomeração de pessoas vestidas de forma padronizada próximas às seções eleitorais também está proibido, da mesma forma que a boca de urna. Dentro da cabine, o eleitor pode usar uma cola com os números de seus candidatos e até santinhos, mas celulares de qualquer tipo e câmeras fotográficas ou filmadoras estão proibidas.

Caso algum eleitor se porte de maneira inadequada ou tenha problemas na hora de apresentar a documentação, o presidente da mesa da seção eleitoral tem a responsabilidade de contornar a situação. Caso não se encontre uma solução imediata, o caso será encaminhado para o juiz da zona eleitoral.

 

Comentários

Leave A Reply