MJ entrega documentos da ditadura à Comissão da Verdade de PE

A Comissão de Anistia do Ministério da Justiça entregou nesta sexta-feira (27) documentos históricos sobre a ditadura militar (1964-1985) à Comissão da Verdade Dom Helder Câmara, de Pernambuco. Os documentos contém informações sobre mortes, sequestros e atentado ocorridos no estado durante o período.

Entre as informações entregues estão 35 fotografias originais sobre a morte do padre Antônio Henrique Pereira Neto, que era auxiliar de Dom Helder Câmara. Segundo a comissão, Neto foi sequestrado, torturado e assassinado por agentes da Polícia Civil de Pernambuco. As fotos indicam sinais de tortura no corpo do padre.

“Padre Henrique atuava efetivamente na luta pela inclusão social, e foi morto exatamente por defender garantias de direito”, disse Manoel Severino Moraes de Almeida, conselheiro da comissão pernambucana.

Também foram entregues à Comissão da Verdade pernambucana informações sobre a morte do estudante Odijas Carvalho Souza. Entre os documentos estão laudos originais do Instituto de Polícia Técnica de Pernambuco, que apontam sinais de tortura no corpo do estudante.

A Comissão de Anistia também recolheu laudos periciais sobre o atentado a bomba no Aeroporto de Guararapes. O atentando, ocorrido em 1966, deixou duas pessoas mortas.

“O que nós queremos celebrar hoje não é a morte dessas pessoas, mas sim o sacrifício que elas fizeram para que hoje nós tivéssemos a democracia”< afirmou Almeida.

Comentários