Ministro da Educação enfrenta protestos durante passagem por Pernambuco

Durante passagem por Pernambuco para participar da abertura do III Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, ocorrida na noite desta terça-feira (26) no Centro de Convenções, em Olinda, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, enfrentou duras críticas feitas por professores e estudantes que lotaram a plateia do Teatro Guararapes. O secretário de Educação do Estado, Frederico Amâncio, também foi alvo dos manifestantes.

Desde o início do evento, grupos de estudantes vaiavam os palestrantes e gritavam palavras de ordem em oposição aos cortes de verbas em diversas áreas anunciados recentemente pelo Governo Federal, que também atingiram a Educação. “Ô ô ô Dilma, que papelão. Cortando verba da Educação”, entoavam. O coro foi engrossado por professores da rede estadual, insatisfeitos com o reajuste salarial de 7% oferecido pelo Governo do Estado. A categoria pede 13,01% de aumento.

Em coletiva à imprensa realizada logo após a solenidade, Janine afirmou que o Ministério da Educação, assim como as demais pastas, está tentando se adaptar à nova realidade econômica nacional da maneira menos impactante possível. “Ninguém gosta de cortes, mas o fato é que a economia não está suportando, neste momento, o que nós gostaríamos de fazer. Por esse motivo nós estamos sendo muito criteriosos para garantir o funcionamento de todo o sistema de ensino federal, de modo que tenham seu custeio e que muitas iniciativas importantes ocorram”, disse.

Sobre as manifestações realizadas no evento, o ministro afirmou considerá-las parte do processo democrático. “Nós entendemos que democracia é respeitar o diferente. Bom será se todo mundo respeitar todo mundo”.

Comentários