Max e Francine relembram sua (difícil) vida sexual após o 'BBB 9'

O encontro dos ex-namorados Max Porto e Francine Piaia durante o ensaio do Paparazzo, em um prédio abandonado em Botafogo, na Zona Sul do Rio, serviu para comprovar que apesar de tanto tempo separados a sintonia entre eles não mudou muito. Descontraídos, os dois – que não se viam há seis anos – conversaram e relembraram a relação após o ‘BBB 9’, quando começaram a namorar. Os dois também falaram sobre sua vida sexual durante os seis meses que namoraram fora do reality show. E nem sempre foi fácil…

A ex-BBB lembra que assim que Max deixou a casa como vencedor da nona edição do programa, ela sofreu para conseguir ir para a cama com o então namorado. “Ele judiou de mim!  Só fizemos sexo no final do segundo dia”, resmungou ela, aos risos.

Max acredita que a relação deles foi diferente da dos casais comuns, o que tornava o dia a dia mais difícil: “Foi tudo muito turbulento. A gente foi o primeiro casal que chegou junto numa final. Essa euforia em cima da gente foi gigantesca! Depois a coisa relaxou.”

Por causa do assédio dos fãs – os mesmos que ficaram enlouquecidos com a recente discussão que os dois travaram nas redes sociais -, Max acha que eles pularam etapas. Enquanto a maioria dos casais no inicio da relação acaba ousando mais na hora do sexo, investindo em locais diferentes e excitantes, os ex-BBBs tinham um sexo tradicional, sem ousadia. “Nunca fizemos sexo em lugar inusitado.  Éramos pessoas públicas. O mais bacana era o trivial. O básico, o tradicional ‘feijão com arroz’, que para os outros era chato, para nós já era incrível, porque fomos privados disso. Nos relacionamos por três meses dentro do programa e quando saímos fomos morar juntos”, explica Max. “Que merda, foi muito chato!”, brinca Francine.

Seis anos depois, Max avalia que Francine tem mais o jeitinho de menina de quando se conheceram. Mas reconhece que ela está mais bonita. “Ela está com um beleza madura. Hoje em dia a Fran está mais mulher. No ‘BBB’ ela tinha uma estética mais infantil, era um pouquinho mais cheinha, mas já era linda naquela época.” Do seu jeito, Fran retribui a avaliação: “Você está mais coxudo e com a cara mais rústica”.

Max reconhece que, assim como os amigos que fez no “BBB”- Flávio Steffi e Priscila Pires – Francine foi muito importante para a sua vida. “Ela foi fundamental no meu renascimento pós-Big Brother e eu nunca neguei isso. Sou muito grato a Fran. Como ela era minha namorada, ela teve uma importância maior”,  diz ele. Atualmente, no entanto, ele diz que Francine é uma nova pessoa: “Não sei quem é a Fran de hoje. Precisamos nos reconhecer.”

A passagem do tempo também transformou a forma como Francine encara a vida e seus relacionamentos. E será que a Francine Piaia de hoje se apaixonaria pelo Max de ontem? “Ela (Francine) não ficaria com o Max de ontem. Porque hoje estou muito mais dona de mim, e ele era o chefão da relação. Hoje daria mais atrito na nossa relação”, avalia ela.

Comentários