Mais de mil imigrantes desembarcam em dois portos italianos

Mais de mil imigrantes ilegais desembarcaram nesta terça-feira (5) em dois portos da Itália a bordo de uma embarcação militar de Malta e outra italiana.

Em Salerno, perto de Nápoles, 652 imigrantes, procedentes principalmente da África subsaariana, desembarcaram de um navio militar italiano.

Em Pozzallo (Sicília), 370 imigrantes chegaram a bordo de uma lancha militar maltesa. Três supostos traficantes foram detidos.

A capacidade de recepção deste porto está saturada e os imigrantes serão transferidos para outros centros de abrigo do sul da Itália.

Outros 500 imigrantes, a bordo de outro navio italiano, são aguardados em Palermo.

O ministério do Interior enviou um comunicado a todos os prefeitos do país com o pedido urgente para que encontrem 9.000 vagas adicionais para novos imigrantes. O plano prevê uma distribuição equitativa no país.

Mais de 80.000 imigrantes estão atualmente em estruturas italianas, incluindo 14.000 menores de idade.

A Itália pediu na segunda-feira à União Europeia a adoção de “medidas significativas” ante o fluxo ininterrupto de imigrantes no Mediterrâneo, depois que quase 6.000 foram resgatados apenas no fim de semana passado.

Comentários