Lisca diz estar satisfeito com a raça dos jogadores do Náutico

O técnico Lisca não deixou por menos e vibrou bastante com a virada em cima do Vitória, sábado passado, na Arena Pernambuco. O Náutico perdia por 1×0 e virou para 2×1 com um gol do estreante, o zagueiro Rafael Pereira, aos 29 minutos do segundo tempo. Ele havia entrado aos 25 no lugar do volante Gil Mineiro.

O comandante alvirrubro não se conteve, correu para a torcida, comemorou com os jogadores, e na entrevista coletiva destacou a determinação e raça do time, que voltou para o G-4 e ocupa a terceira colocação com 27 pontos na Série B do Brasileiro.

“Não faltou vontade e determinação desse grupo. Quando ficou nove contra nove na linha (Gaston Filgueira, do Timbu, e Elton, pelo lado do Vitória, foram expulsos ainda no primeiro tempo), ficou melhor para nós. Já Rogerinho sentiu (a coxa esquerda) e coloquei Pedro Carmona. Eu trouxe Gil para a lateral e foi um erro porque ele sentiu cãibra. Aí coloquei Rafael Pereira e ele virou o jogo. A gente poderia até ter feito um outro gol. Fabiano Eller (zagueiro) sempre diz que é difícil a gente ganhar de uma maneira mais folgada. Mas valeu pelos três pontos”, avaliou Lisca.

O Náutico, no entanto, não terá tempo para descansar. O grupo se reapresentou na manhã de ontem, no CT Wílson Campos, e viaja hoje, às 6h30, para Curitiba, pois amanhã enfrenta o Paraná, pela 15ª rodada. A equipe paranaense se encontra na parte de baixo da classificação, próxima a zona de queda à Série B. Mas, Lisca encara como mais uma jogo difícil.

“Não tem jogo fácil. Todo mundo fica falando das equipes que estão na parte de baixo da tabela. Mas não tem isso. O Paraná melhorou. O CRB, por exemplo, venceu o Paysandu por 3×0. Portanto, vamos para mais uma decisão”, argumentou.

Para a partida diante dos paranistas, o comandante não terá Gaston Filgueira, que irá cumprir suspensão. Na lateral esquerda deve entrar Fillipe Soutto, como ocorreu no clássico diante do Santa Cruz pela Série B.

Por seu lado, o zagueiro Rafael Pereira não poderia ter uma estreia melhor. Muito feliz, o jogador agradeceu a Lista a confiança para indicar a sua contratação.

“Tenho agradecer a Lisca. É um treinador que eu conheço e me trouxe para o Náutico demonstrando a confiança que tem em mim. Além disso, fui feliz na estreia com esse gol. O mais importante é que o time venceu, voltou para o G-4 e não pode mais sair”, afirmou o zagueiro, que trabalhou com Lisca durante dois anos no Juventude-RS.

AUSÊNCIAS

Para a partida de amanhã, o Náutico não contará com duas peças importantes do seu time titular. Além do lateral-esquerdo Gaston Filgueira, que foi expulso contra o Vitória, o Timbu terá a ausência do meia Rogerinho, vetado pelo departamento médico do time alvirrubro. O jogador sentiu uma lesão na coxa esquerda no duelo contra os baianos e foi substituído aos 27 minutos do primeiro tempo. Por outro lado, Gil Mineiro, que também sentiu uma lesão, foi liberado e vai para a partida.

Comentários