Liderança do Sport vira 3º lugar

Foi por pouco que o Sport não conheceu a sua primeira derrota no Brasileirão. Para felicidade dos rubro-negros, o gol salvador de André, convertido aos 47 minutos do segundo tempo, fruto de um pênalti muito contestado pelos jogadores do Avaí, manteve a invencibilidade na competição. O 2×2 na Ressacada, porém, fez a liderança virar um 3º lugar, neste domingo (5/7). O Leão foi ultrapassado, ao longo dos jogos do dia, pelo novo líder Atlético-MG e pelo vice Grêmio. Os três times têm 23 pontos, com os adversários levando vantagem em relação ao Leão no número de vitórias: 7x7x6.

O Sport, no entanto, terá a chance de voltar à ponta no confronto direto com o Atlético-MG, na próxima quarta-feira (8/7), às 22h, no Mineirão. O rubro-negro só voltará a jogar em casa, no próximo domingo (12/7), às 18h30, ante o Palmeiras, pela 13ª rodada, na Arena Pernambuco.

“A nossa concentração tem que vir a partir de agora. Já vi os atletas falando no vestiário sobre o Atlético Mineiro e é esse o espírito que quero deles: de concentração e foco o tempo inteiro. Hoje (domingo), não jogamos bem e isso ficou evidente. As peças que vinham se destacando não tiveram o mesmo desempenho e sofremos com isso. Comparado ao jogo do Inter (o 3×0 na Ilha), o conjunto ficou devendo. Agora é corrigir as falhas para estarmos bem melhores contra o Atlético”, disse o técnico Eduardo Baptista.

Não foi só o comandante que lamentou a queda de rendimento diante de um adversário teoricamente mais limitado, o que poderia ter dado a primeira vitória fora de casa neste Campeonato Brasileiro. Para Régis, o que ficou de lição foi a reação da equipe, que sempre acreditou até o último minuto da partida.

“Em momento algum, nós desanimamos. O torcedor sabe que estamos buscando a vitória fora de casa a todo momento, mas Série A é assim mesmo: todo jogo é difícil. Vencer fora é importante para quem quer se manter entre os primeiros, mas é bom ressaltar que também não perdemos. Vamos continuar neste ritmo que uma hora venceremos a primeira”, aposta.

Passado o jogo do Avaí, o foco volta-se completamente para o líder Galo. A espera por esse duelo, por sinal, ficou evidente nas palavras ditas pelos rubro-negros após o quinto empate seguido em cinco jogos fora de casa na Série A.

Se, diante do Internacional, no primeiro “teste de fogo da equipe na competição”, o futebol apresentado não deixou dúvida para justificar a liderança naquela rodada, enfrentar o embalado Atlético no Mineirão com expectativa de casa cheia será a “primeira final” do Sport na Série A. O curioso é o que o jogo será na mesma data do “Mineiraço” – o 7×1 da Alemanha sobre o Brasil, nas semifinais da Copa do Mundo de 2014.

“Esse é um confronto muito importante e que estávamos aguardando ansiosamente há algum tempo. Está na hora de o Sport ter um jogo desse tamanho”, finalizou Eduardo.

Comentários