Indignação de cidadã mobiliza cidade e vereadores desistem de aumento

No Paraná, a indignação de uma cidadã com o que ela considerou ser um abuso dos políticos da cidade provocou um barulho tão grande que eles simplesmente desistiram de fazer o que planejavam. Quem conta a história é o Wilson Kirsche.

O plenário da cidade foi palco de uma manifestação histórica em Santo Antônio da Platina (PR). Em um dia que cidadãos que pagam impostos se juntaram para forçar o recuo dos políticos, vereadores que, em meio à crise, queriam dobrar os salários. Eles só não contavam com a reação, com a mobilização popular.

Vídeo viraliza e mexe com a cidade

A empresária Adriana está na origem e no desfecho desse caso. Na terça-feira (14), ela foi à Câmara protestar e bateu boca com um vereador que defendia aumento no salário.

“Isso é um absurdo”, disse Adriana Oliveira.

“Eu falei: O Brasil está em crise? Ele falou: ‘Crise, você está em crise? Eu não estou em crise’”, conta Adriana.

Jornal Nacional: O senhor está em contato com as ruas, vereador?
José Jaime Silva, vereador, do PSB – PR: Direto.
Jornal Nacional: E o senhor não está vendo a crise?
José Jaime Silva: Não. Não tô vendo. Pra mim, muito pouco.

O vídeo foi parar na internet, viralizou e mexeu com a cidade inteira.

“Ela fez o que todo mundo tem vontade de fazer, mas não tem coragem”, conta Renata Fernandes, produtora rural.

Aplaudida de pé ao entrar na Câmara

Nesta quarta-feira (15), dia da segunda votação do projeto, Adriana fechou a loja e foi pra Câmara de Santo Antônio da Platina, que já estava lotada. Quando ela entrou no prédio, a surpresa. Ela foi aplaudida de pé, por causa do gesto que teve.

Surpresa ainda maior foi a reviravolta anunciada pelos vereadores. Acuados, eles que já tinham aprovado o aumento em primeira discussão, apresentaram uma nova emenda, dessa vez para reduzir os salários de vereadores e do prefeito. Pelo projeto, o salário de vereador iria de R$ 3.745 para R$ 7.500. E o do prefeito de R$ 14.760 para R$ 22 mil. Mas depois da pressão popular, o prefeito vai receber R$ 12 mil  e os vereadores vão ganhar R$ 970. Esses valores serão pagos a partir de 2017, na próxima legislatura. E o projeto anda depende de sanção do atual prefeito. O povo fez fila para abraçar Adriana, eleitora de Santo Antônio da Platina, uma cidadã brasileira.

“Dessa vez o povo venceu”, comemorou Adriana.

Comentários