Hospital onde família Huck foi atendida está com a UTI superlotada

O Hospital Santa Casa de Campo Grande que, neste domingo (24), atendeu ao casal de apresentadores Luciano Huck e Angélica e os filhos está operando acima da capacidade técnica permitida e restringiu, nesta semana, o atendimento no Pronto-Socorro. Por volta das 19h, eles foram transferidos para o hospital Albert Einstein, em São Paulo.

A diretoria da Associação Beneficente de Campo Grande, mantenedora da Santa Casa, que é o maior da região Centro-Oeste e referência em politraumatismos, informou oficialmente nesta quinta-feira (21) que o hospital não tem condições técnicas de atender pacientes graves que dependem de respiração artificial e leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Todos os 84 leitos estão ocupados.

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, como os integrantes da família Huck e os demais envolvidos no acidente não apresentavam quadro de gravidade, não houve problemas. As crianças foram atendidas primeiro e na sequência, os adultos. Todos passaram por exames clínicos, como radiografias e tomografias, e foram encaminhados para a enfermaria.

O atendimento às vítimas foi feito pelo SUS, já que, segundo o hospital, a ala de atendimento particular passa por reforma.

Uma aeronave em que estavam o casal de apresentadores Luciano Huck e Angélica, os três filhos deles e mais duas babás fez um pouso forçado a 30 km da capital Mato Grosso do Sul, Campo Grande, na manhã deste domingo (24). Segundo o hospital, todos estão bem, mas há informações de que Luciano teria fraturado a vértebra e Angélica, a bacia. O hospital não confirma.

Comentários