Homem usa seguro-desemprego para comprar revólver, no Recife

Um homem utilizou o dinheiro recebido através do seguro-desemprego para comprar uma arma de fogo no Grande Recife. O revólver foi encontrado pela polícia na casa do suspeito, no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste da capital pernambucana, na noite de quinta-feira (26). Ao prestar depoimento, ele confessou que gastou mais da metade da indenização com o equipamento.

O suspeito, de 31 anos, contou que trabalhava em uma fábrica de sorvetes, mas perdeu o emprego há três meses. Ao receber R$ 2 mil de indenização, resolveu comprar uma arma de fogo. Ao prestar depoimento no Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), ele admitiu que pagou R$ 1,7 mil em um revólver calibre 38 na feira de Peixinhos, realizada em Olinda. O homem ainda comprou 20 munições.

A polícia chegou à arma depois que o Denarc recebeu uma denúncia de que o suspeito estaria cometendo assaltos à mão armada no bairro do Cordeiro, onde morava. Na quarta, a residência dele foi revistada e os policiais encontraram o revólver escondido em uma gaveta trancada com chave. A arma ainda estava enrolada em uma camisa, com seis munições. No imóvel, havia mais 14 munições intactas.

“Ele não quis falar quase nada, mas confessou que pagou R$ 1,7 mil no revólver. A suspeita é de que ele estaria usando a arma para fomentar o crime no bairro do Cordeiro, praticando assaltos e furtos”, declarou o delegado João Leonardo em coletiva imprensa realizada na sede do Denarc, no bairro da Boa Vista, área central do Recife, na manhã desta sexta-feira (27). Os policiais ainda revistaram o restante da residência, mas não encontraram mais nenhum objeto suspeito.

De acordo com o delegado, o homem não tinha passagem pela polícia e foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma e posse de munições. Ele está preso no Centro de Triagem de Abreu e Lima (Cotel).

Comentários