Hamilton vence, e Kimi surpreende Nico no GP do Bahrein; Massa é 10º

Um cenário estonteante para uma corrida repleta de ultrapassagens. Em plena noite do Bahrein, a Fórmula 1 protagonizou mais um belo espetáculo no iluminado e suntuoso circuito encravado no meio do deserto de Sakhir. Líder do campeonato e atual campeão mundial, Lewis Hamilton lançou mão de talento e frieza para espantar o ?fantasma? Ferrari e vencer a primeira corrida noturna do ano, válida pela 4ª etapa da temporada 2015 da Fórmula 1. Quem não teve o mesmo sucesso foi seu companheiro Nico Rosberg, que vinha tendo uma atuação aguerrida. Depois de precisar passar Sebastian Vettel, da Ferrari, por três vezes na pista, o alemão caminhava para completar a dobradinha da Mercedes, quando a duas voltas do fim foi surpreendido por Kimi Raikkonen, que apostou em uma tática diferente na escolha dos pneus e assegurou seu primeiro pódio no ano. Vettel, por sua vez, saiu da briga pelo pódio ao precisar fazer um pit stop extra em razão de um problema na asa dianteira e acabou em 5º, atrás de Valtteri Bottas, companheiro de Felipe Massa na Williams. Assista aos melhores momentos no vídeo acima.

Por falar em Felipe Massa, não foi um bom domingo para os brasileiros. O veterano da Williams, que largaria em sexto, teve problemas antes mesmo da corrida começar. Seu carro ficou parado na volta de apresentação, o obrigando a começar dos boxes, em último. Com dificuldades para se livrar do pelotão, Massa, ao menos, cruzou em décimo, salvando um ponto. Já Felipe Nasr adotou uma estratégia de três paradas nos boxes contra duas da maioria dos pilotos e terminou em 12º com sua Sauber, fora da zona de pontuação. Ele ficou logo atrás de Fernando Alonso, que por muito pouco não marcou os primeiros pontos da McLaren nesta nova parceria com os motores Honda.

SAIBA MAIS:
ENQUETE: Quem é seu piloto preferido na Fórmula 1?
TABELÃO: Confira resultados, classificação e calendário
FÁBIO SEIXAS: “Rosberg se apequenou ainda mais”

RESULTADO

CLASSIFICAÇÃO

Esta foi a terceira vitória de Hamilton em quatro etapas disputadas até o momento. Com o resultado, o bicampeão chegou a 93 pontos e abriu vantagem na liderança do campeonato. O novo vice-líder agora é Rosberg, que chegou a 66 pontos e deixou Vettel, com 65 para trás. Com o 2º lugar, Raikkonen passou Massa e assumiu a quarta posição. Felipe Nasr caiu de sexto para oitavo na classificação geral. Clique aqui e confira a classificação completa. A Fórmula 1 volta daqui a três semanas com o GP da Espanha, no fim de semana dos dias 9 e 10 de maio.

A CORRIDA

Massa fica parado no grid na volta de apresentação

A esperança de um bom resultado para Massa acabou antes mesmo de a corrida começar. O brasileiro, que largaria em sexto, ficou parado no grid na abertura da volta de apresentação em razão de um problema elétrico em sua Williams e precisou começar dos boxes, da última posição. Ao menos ele conseguiu largar, o que não aconteceu com Jenson Button, que não participou da corrida com problemas no motor de sua McLaren. Na largada, o pole Hamilton manteve a ponta. Em 3º, Rosberg tentou dar o bote em Vettel, mas teve a porta fechada e ainda acabou perdendo uma colocação para Raikkonen. Mais para trás, Felipe Nasr não largou tão bem e perdeu uma posição para o companheiro Ericsson, caindo para 12º. Já Massa, partindo do pitlane, conseguiu passar as duas Manor ainda na primeira volta.

Na 4ª volta, Rosberg levou a melhor em um duelo com Raikkonen e reassumiu o terceiro lugar. Quatro giros depois, Nico aproveitou um erro de Vettel para colar no compatriota da Ferrari e executar a ultrapassagem na curva 1 da volta seguinte. Enquanto isso, no meio do pelotão, Massa deixava Alonso para trás, assumia a 13ª posição e partia à caça do compatriota Nasr. O veterano brasileiro conseguiu ultrapassar o novato depois da primeira parada nos boxes.  

Briga entre Rosberg e Vettel sai faísca – literalmente!

Do pelotão da frente, Vettel foi o primeiro a ir para os boxes. Nico parou na volta seguinte e acabou perdendo a posição para o piloto da Ferrari. Hamilton foi o terceiro a visitar o pitlane e retornou à pista no exato momento em que Rosberg colocava de lado e retomava o segundo lugar do tetracampeão (veja no vídeo abaixo), em um duelo que chamou a atenção pela quantidade de faíscas provocadas pelas placas de titânico colocadas em baixo dos carros para produzir o efeito pirotécnico. Último dos quatro primeiros a parar, Kimi colocou pneus médios contra macios dos rivais, apostando em uma estratégia diferente para tentar surpreender.

Massa e Nasr protagonizam duelo brasileiro

Após a primeira rodada de pit stops, Massa era o décimo, com Nasr em sua cola. O brasileiro da Williams não conseguia imprimir um bom rendimento com os pneus macios e recebia enorme pressão do compatriota da Sauber. Depois de algum tempo, o novato, enfim, conseguiu a ultrapassagem sobre o veterano. Porém, os dois foram para os boxes, junto com Maldonado, na mesma volta, e as posições se inverteram. Massa passou Nasr e ambos perderam posição para o venezuelano. Na sequência, a dupla brasileira partiu em busca de minimizar o prejuízo.

Na segunda rodada de pit stops, com mais uma parada precoce de Vettel, a Mercedes preferiu chamar Hamilton imediatamente no giro seguinte para não colocar a vitória do britânico em risco. Quem se deu mal com isso foi Rosberg, que ficou mais uma volta na pista com pneus desgastados e retornou atrás do tetracampeão. Mas foi por pouco tempo. Vettel cometeu mais um erro e deixou o caminho livre para Nico retomar a posição.

Vettel tem problema na asa dianteira e faz pit stop extra

Pelo rádio, Vettel reclamou de um problema na asa dianteira. Ele foi para os boxes trocar a peça, caiu para quinto, atrás de Bottas, e saiu de vez da briga pelo pódio. Nesse momento, com uma parada a menos, Raikkonen liderava provisoriamente. Mas com pneus desgastados, o finlandês foi alcançado por Hamilton e perdeu a primeira colocação. 

Em seu último pit stop, o Homem de Gelo calçou pneus macios, retornou em terceiro, e passou a virar bem mais rápido que as Mercedes, que estavam com compostos médios. A 17 voltas do fim, ele precisaria tirar uma diferença de 20s para Nico e 24s para Hamilton. A tática foi suficiente para o finlandês desbancar Rosberg, que  ajudou seu trabalho ao passar reto em uma das curvas com problemas nos freios. No entanto, Kimi não foi capaz de alcançar Hamilton, que venceu mais uma. Vettel pôs pressão em Bottas, mas não conseguiu tomar o quarto lugar. Massa foi superado por Kvyat nas voltas finais e cruzou em décimo.

Comentários