Garanhuns ignora o São João e se prepara para o Festival de Inverno

Na terra do mestre Dominguinhos não tem São João. Garanhuns é uma das poucas cidades do interior pernambucano onde a festa mais nordestina do ano passa batida.Herdeiro de Luiz Gonzaga, Dominguinhos ficou famoso no país inteiro pelo fácil manejo da sanfona. A influência do jazz é presença marcante nas composições do mestre garanhuense. O Festival Viva Dominguinhos, que reúne grandes nomes no forró nordestino em homenagem ao músico, acontece entre abril e maio.

Mas a justificativa de que o Festival de Inverno de Garanhuns, que acontece no mês de julho, consome tempo e dinheiro, não convence os moradores. Representantes de associações de moradores lamentam que as festividades juninas não aconteçam mais nos bairros. Eles acreditam que falta incentivo do poder público. Mesmo pequenas, as cidades vizinhas valorizam a festa, enfeitam ruas e realizam shows. É o caso de São João, município que fica a 12 quilômetros de Garanhuns.

Sem dinheiro, o prefeito Genaldi Zumba diz que optou por fazer uma festa menor ao invés de cancelar a data. Enquanto isso, a suíça pernambucana aproveita o inverno para lotar os hotéis e lucrar com o frio. Quem conta essa história é o repórter da Rádio Jornal Garanhuns, Eduardo Peixoto:

Na “Suíça Pernambucana”, o inverno movimenta o comércio da cidade. Mas, em 2015, a crise econômica deixa os empresários cautelosos em relação ao crescimento das vendas. A proprietária da maior chocolateria da cidade, Tânia Ribeiro, diz que ficará satisfeita se o lucro for igual ao do ano passado.Na cidade que não tem tradição junina, o Festival de Inverno de Garanhuns, é a maior festa do ano. Às vésperas da edição de número 25, Governo do Estado e prefeitura se revezam na organização dos 10 dias de festa.

De acordo com o secretário estadual de cultura, Marcelino Granja, a redução de cerca de 20% foi feita para otimizar a utilização dos recursos públicos na festa.Na quarta reportagem da série “O fole rocou: o São João na crise de ponta a ponta do estado”, você conhece a solução encontrada pela Prefeitura de Limoeiro para trazer grandes atrações para a cidade, mesmo em tempos de crise. A série tem produção de Luiza Falcão, Natália Hermosa e Rafael Souza, coordenação de Carlos Morais e trabalhos técnicos de Evandro Chaves.

Com informações da Rádio Jornal

Foto: divulgação/Prefeitura de Garanhuns

Comentários