François Hollande se reúne com Fidel Castro durante visita a Cuba

O presidente da França, François Hollande, se encontrou nesta segunda-feira (11) em Havana com o líder cubano Fidel Castro.

A reunião entre Hollande e o ex-presidente de Cuba, de 88 anos e que está fora do poder desde 2006, aconteceu às 15h (horário local, 16h de Brasília) e durou cerca de 40 minutos, de acordo com agências.

Primeiro chefe de Estado ocidental a visitar Cuba após o anúncio do degelo entre Havana e Washington, Hollande disse à comunidade francesa residente na Ilha que “desejava viver este momento histórico”.

“Tive diante de mim um homem que fez história. Há, evidentemente, debates sobre o lugar que ocupa, suas responsabilidades, mas estando em Cuba queria me reunir com Fidel Castro”, revelou Hollande, explicando que o “Comandante falou muito”.

Hollande também se encontrou com o atual presidente cubano, Raúl Castro, que sucedeu Fidel na presidência em 2006.

Segundo a imprensa oficial cubana, empresas de Cuba e França assinaram convênios nas áreas de petróleo e turismo durante um fórum de negócios realizado no marco da visita oficial realizada pelo presidente francês, François Hollande, à ilha.

Visita histórica
O líder da França qualificou como histórica sua visita à Ilha, por tratar-se da primeira viagem à ilha de um chefe de estado francês e a primeira também de um governante europeu em quase três décadas.

Sua viagem a Cuba acontece em pleno processo de degelo diplomático entre Havana e Washington, um processo ao qual Hollande brindou hoje seu apoio. Mais cedo, ele apelou pela “anulação” do embargo econômico americano à ilha, que “tanto prejudicou” o desenvolvimento da nação comunista.

O presidente francês não deve se encontrar com qualquer dissidente na Ilha, mas afirmou que a questão dos direitos humanos será “necessariamente” tratada durante a visita.

Segundo agências, a previsão é de que Hollande deixe Cuba nesta terça-feira (12) rumo ao Haiti, última etapa da viagem que realiza pelas Antilhas.

A última reunião que Fidel Castro teve com um representante político estrangeiro aconteceu no último dia 3 de maio quando recebeu o chanceler do Japão, Fumio Kishida, que realizou a primeira visita de um ministro de Exteriores japonês à ilha caribenha.

Hollande e Fidel
Fidel Castro e François Hollande sustentaram “um interessante diálogo” sobre os laços históricos entre Cuba e França, segundo informou a emissora de televisão estatal da ilha.

Durante o encontro também falaram de temas importantes do cenário internacional e as complexidades e desafios em um clima “cordial e amistoso”, de acordo com o canal estatal.

Fidel Castro lembrou durante a reunião que entre os primeiros textos que leu quando iniciava seu bacharelado esteve um extenso livro sobre a Revolução Francesa, “embora então não conhecesse sequer o valor dos estudos políticos e o complexo mundo que estava por trás das ciências históricas”.

Hollande e Raul Castro
A reunião entre os presidentes da França e de Cuba ocorreu no Palácio da Revolução, onde o líder francês foi recebido com honras militares.

Os presidentes abordaram “a ideia de reforçar a colaboração entre França e Cuba respeitando o ritmo e a identidade de cada um”, disse um funcionário francês.

“Raúl Castro destacou a ideia de que a França pode ter um papel de primeiro plano na relação entre Cuba e a UE, em particular na perspectiva da cúpula UE-Celac (Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos) de meados de junho, em Bruxelas, da qual Raúl Castro participará”, acrescentou o funcionário.

Comentários