Exposição no Recife propõe soluções para lidar com mudanças climáticas

Muito se fala sobre o impacto das mudanças climáticas na vida das pessoas, na agricultura, mas as soluções por vezes são deixadas de lado. A exposição ’60 soluções frente às mudanças climáticas’ reúne fotos e projetos que mostram como a situação já vem sendo abordada em diferentes partes do mundo. A mostra é aberta na próxima sexta (17), a partir das 18h, no Museu da Cidade do Recife, bairro de São José, região central da capital, e fica em cartaz até 22 de agosto, com visitação gratuita.

Mais que refletir a questão do impacto sobre as mudanças, a exposição busca provocar nas pessoas a consciência de que há soluções, muitas vezes simples, para lidar com a situação. “O objetivo da exposição é tentar expor soluções que já existem e que foram implementadas em vários países do mundo, particularmente da África, Ásia e América Latina”, explica o adido de cooperação e ação cultural do Consulado Geral da França, Guillaume Ernest.

A mostra é uma parceria da Agência Francesa de Desenvolvimento com o fotógrafo francês Yann Arthus-Betrand e a Fundação GoodPlanet. Já tendo passado por Brasília e Belo Horizonte, a exposição que chega ao Recife vai percorrer o mundo. “A energia renovável é um ponto essencial, tanto a eólica e fotovoltaica [solar], como a biomassa, com geração de álcool, onde o Brasil se destaca”, aponta Ernest.

Uma das principais provocações é em relação à questão da eficiência energética, algo que precisa ser mais difundido, acredita o adido. “Uma parte muito importante para todos os países temperados como tropicais é relativa à eficiência energética. Como ter o mesmo serviço energético com uma quantidade menor?”, questiona.

A exposição traz ainda o papel da agricultura, uma das atividades que sofre diretamente as influências das mudanças climáticas. “O impacto potencial é muito grande. A agricultura pode contribuir de maneira positiva ou negativa nas mudanças, de acordo com tecnologias envolvidas, circuitos de negócios”, detalha.

Oficinas
Duas oficinas de reciclagem vão ser oferecidas remetendo ao tema da exposição. A primeira, “eco bijouterias”, com Maria Jane, ocorre no sábado (18), das 15 às 17h, e custa R$ 40. A segunda, ministrada pela arte-educadora Lilian Azevedo, aborda brinquedos populares feitos com produtos de reciclagem. A oficina ocorre em 25 de julho das 15h às 17h, com participação gratuita e aberta para todas as idades. Os interessados nas oficinas devem fazer inscrição pelos telefones (81) 3355-3107 e 3355-9540, falando com Eleonora ou Sandra.

Serviço
Exposição ’60 soluções frente às mudanças climáticas’
Abertura na sexta (17), às 18h. Visitação até 22 de agosto, de terça a sábado, das 9h às 17h
Museu da Cidade do Recife – Forte das Cinco Pontas, bairro de São José
Entrada gratuita

Comentários