Depiladora perde 33kg em oito meses após ser humilhada em ônibus

Oito meses atrás, Ana Flávia Gomes entrou num ônibus e, ao pedir para uma pessoa se afastar para poder sentar no banco ao lado, ouviu a seguinte declaração: “Não está vendo que você não cabe aqui?!”. Naquela época, a depiladora, de 33 anos, pesava 109kg. Após o choque, a reação da carioca foi entrar na academia e fazer uma dieta, o que resultou na perda de 33kg.

– Eu sempre pesei, em média, 67kg, mas tive um problema pessoal e acabei engordando. Deixei de cuidar de mim. Fui ficando cada vez mais horrível e agressiva. Descontava tudo na comida, principalmente à noite. Quando aconteceu o episódio do ônibus, em agosto do ano passado, eu fiquei chorando o fim de semana todo. Até que a minha mãe chegou para mim e disse que iria comigo até a academia, na segunda-feira, para me matricular. Comecei a me exercitar naquele mesmo dia e nunca mais parei – conta Ana Flávia, que mede 1,65m.

A partir de então, de segunda a sexta-feira, ela passa pelo menos uma hora e meia na academia:

– Divido meu treino em aeróbico e musculação, mas passo a maior parte do tempo na primeira etapa, fazendo principalmente spinning. É um ritual sagrado.

No mesmo dia em que começou a se exercitar, a depiladora também entrou na dieta. E o primeiro item que saiu do cardápio foi a cervejinha.

– Eu bebia bem, mas a cerveja incha muito. Além dela, cortei refrigerante, farinha branca, doces e frituras. Passei a comer a cada três horas e incluí mais verduras, legumes, frutas e alimentos integrais. Não parei de comer nem estou passando fome. Sempre procuro na internet receitas fit para os pratos que adoro comer. Faço escolhas mais saudáveis – explica Ana, que já no primeiro mês da nova rotina perdeu 8kg e hoje está com 76kg.

Feliz com a imagem que está vendo no espelho, Ana Flávia, que saiu do manequim 54 para o 44, só pensa em melhorar e aproveitar a nova fase:

– A maior evolução que eu percebi neste tempo foi na minha barriga, que estava tão grande que eu não conseguia ver a minha coxa. Hoje, a minha autoestima está melhor. Há dois anos, eu não usava bermuda. Essa semana, eu vesti uma para sair e não fiquei com vergonha. Antes, só usava cinza, preto, leggings… Tudo para me esconder. Agora já visto blusas coloridas.

Comentários