Cuidados ao se bronzear nesse verão

Para aproveitar bem os dias de sol neste verão, é preciso tomar cuidado para o corpo não ficar vermelho, ardido ou com bolhas decorrentes de queimaduras.

Cada cor e tipo de pele tem um tipo de filtro mais indicado, que pode ser em creme, gel, aerossol, musse ou sérum (fluido concentrado). Mas, independentemente das características individuais, o fator de proteção solar (FPS) mínimo deve ser o 15.

Para quem usa hidratante, base ou creme anti-idade, o ideal é preferir produtos que já contêm filtro. E a atenção deve ser redobrada na praia, que potencializa o efeito dos raios ultravioleta (UV) por causa do sal e da areia. Portanto, proteja-se sempre da radiação com o filtro, mesmo se ficar sob o guarda-sol.

 

A dermatologista Márcia Purceli destacou que uma colher de chá de protetor solar para cada membro, tórax e abdômen é o suficiente para garantir o bloqueio por pelo menos duas horas. No rosto (que deve incluir orelhas e pescoço), metade dessa quantidade basta.

Em caso de queimadura do sol, a recomendação é pôr um algodão com chá de camomila sobre a pele.

Segundo a médica, quem se expõe muito ao sol deve preferir camisas nas cores azul, vermelha ou amarela. Se for uma roupa branca e ela estiver molhada, pode deixar passar até 50% da radiação UV.

FPS para cada tipo de pele:
– Pessoas claras, sardentas e de olhos azuis sempre se queimam e nunca se bronzeiam. Precisam de fator de proteção solar (FPS) 30 ou mais forte

– Mulheres de qualquer cor que tenham melasmas (manchas causadas por vários fatores) devem passar FPS 50 ou 60

– Homens de olhos e cabelos castanhos e pele morena podem usar FPS 15

– Crianças de até 12 anos têm necessidade de FPS acima de 40

– Crianças de até 6 meses não devem usar protetor. O recomendável nessa idade é tomar sol diariamente por 10 minutos até as 9h

Comentários

Leave A Reply