Contagem regressiva para ver Grafite novamente com a camisa do Santa Cruz

No Arruda, o assunto é um só e será assim até o próximo sábado, quando finalmente acontecerá a tão esperada reestreia de Grafite pelo Santa Cruz. Por onde você passa no clube, tem alguém falando sobre a partida contra o Botafogo, mas não necessariamente dos cariocas. Todos só falam de Grafite. Se o atacante vai ser titular ou não, só o técnico Marcelo Martelotte dirá ao longo da semana e dos treinamentos, mas entre os jogadores a expectativa também é grande para vê-lo em ação.

“A gente vem trabalhando, conversando sobre isso (a reestreia de Grafite). Tenho certeza que o grupo vai focar bastante na partida, até porque é muito importante para a nossa classificação, mas a gente também está muito empolgado pela estreia de Grafite. Sabemos que ele vai nos ajudar muito em campo”, afirmou o zagueiro Neris.

Agora caso Grafite seja mesmo escalado como titular, que é a previsão inicial, quem sairia do time para a entrada do camisa 23? “Essa é a grande questão. É a pergunta que todos fazem e ninguém tem a resposta. Só o professor Marcelo pode te responder isso”, completou Neris.

Para Lelê, um dos três meias da equipe no esquema 4-2-3-1, o fato de ter atuado em todos os jogos com Martelotte e fazer outra função não o faz candidato a ser preterido. “Espero que eu não seja o escolhido para sair”, disse, aos risos, para depois completar com seriedade: “Se o professor optar por mim, para jogar ao lado de Grafite, vou procurar ajudar da melhor forma possível”, disse.

ESQUEMA TÁTICO

O atacante Anderson Aquino, artilheiro da Série B com nove gols, já chegou a afirmar que se fosse preciso atuaria até como meia para Grafite ter um espaço no time titular. A mudança no esquema tático não deverá ser necessária, afinal, o Santa Cruz vem atuando bem na formação 4-2-3-1 e dificilmente o treinador abrirá mão disso. Uma solução para o camisa 23 atuar como titular seria deslocar Aquino para fazer a função de ponta direita, como um segundo atacante. Assim, a briga para deixar o time ficaria entre Luisinho e Lelê, os atuais ponteiros do Tricolor. 

Independente do esquema, o elenco fará de tudo para Grafite ter uma boa atuação. “Por tudo que Grafite já fez no futebol, pela sua experiência, temos que correr por ele”, disse Lelê.

DIVISÃO DA RENDA

O percentual não foi divulgado pela diretoria tricolor, mas parte da renda da partida contra o Botafogo servirá para pagar os serviços prestados pela BG Produções, empresa contratada para promover a reestreia do atacante. O restante do arrecadado servirá para quitar antigos débitos com o elenco.

Comentários