Atingido por Neymar, Armero alivia, mas avisa: "Tem que saber perder"

Apito final, vitória da Colômbia sobre o Brasil e confusão no gramado do Monumental. Neymar acertou uma bolada em Armero, deu uma cabeçada em Murillo e acabou empurrado por Bacca, que teve a sua camisa rasgada. Os dois atacantes acabaram expulsos segundos depois pelo árbitro Enrique Osses e vão desfalcar suas seleções na terceira rodada do Grupo C da Copa América, no domingo – o camisa 10 tampouco jogaria as quartas de final (veja acima). Vítima de toda a cena, o atual lateral-esquerdo do Flamengo optou por aliviar a barra do craque do Barcelona, mas deixou um recado.

– O juiz terminou o jogo e ele chutou uma bola sem necessidade, pegou nas minhas costas, mas são coisas do futebol. Menos mal que o árbitro viu, depois da confusão, com o meu companheiro Bacca, Murillo. Penso que os que ganham sabem ganhar e quando se perder tem que saber perder.

Carlos Bacca também deu a sua versão sobre a polêmica e explicou por que empurrou Neymar.

– O que acontece no final é que são dois times que queriam ganhar. Nós ganhamos e houve uma jogada que não deve acontecer no futebol. Mas bem, aconteceu e estou aqui. Terminou o jogo, é só pegar o vídeo, ele chutou uma bola no Armero e depois deu uma cabeçada no nosso companheiro, não é algo que se possa permitir. Empurrei para que não faça essas coisas. Estou tratando de que as coisas não sejam maiores, isso é futebol, não há por que incitar a violência, são atos que não se deve ver, mas o futebol é de três resultados. Se ganha, se empata e se perde, é preciso aprender.

Comentários